5 de nov de 2012

Diferenças em mim



Lá fora me sinto estranha, como se faltassem pedaços de mim.
Meus pedaços estão caídos por aí, perdidos em meio à multidão.
E a todo momento sinto o mundo girar.
Perco a força, o rumo, a noção do caminho que me leva à vida.
Tudo tem razão de ser quando a distância e o tempo são os donos da verdade.
E a ausência persiste em manter a sua presença.

Mas aqui dentro é diferente, tudo muda e eu renasço.
Recomeço ciente da minha eterna carência comunicativa.
Sempre querendo mais e mais palavras, letras, toques e atenção.
Me perco na imaginação, te prendo ao meu lado.
E, num sussurro quase apelativo, promessas são bem vindas
Enquanto há fantasia na noite que permanece em silêncio comprometedor.


Nenhum comentário: