29 de out de 2011

Na madrugada

Hoje perdi o sono... quer dizer... ontem? Ah, sei lá. Pra mim tanto faz. 
O vai e vem de pensamentos povoam minha mente e não me deixa em paz. 
Divago. Sonho. Quero. Questiono.
Eita coisinha difícil, hein?
Mas pelo menos essa insônia serviu para me libertar de algo, digamos, impossível por parte de um, talvez possível pelo outro lado, mas sem certezas. E disso estou cansada. Cansada de esperar, cansada de duvidar, cansada de sofrer. Cansada de não ter respostas.
Dói, machuca... mas passa.
Providenciarei o embarque de uma lembrança que não existiu, de momentos imaginados e não vividos.
A incerteza é a única certeza que tenho, mas ela não é minha aliada. É apenas um caminho cheio de pedras, de correntezas e de obstáculos usados talvez como um anteparo. Não sei ao certo o porquê deste uso, mas isso não me pertence.
Medo, receio ou quem sabe o quê?
Direcionarei os olhos para os meus ombros. Lá encontrarei afagos, companhia,  sonhos em comum e um mundo a ser descoberto. Essa é a minha vontade. Apenas vontade.
Nada me parece estranho, apenas está ali me esperando para continuar o que veio fazer neste mundo tão confuso.
E a música começa. Essa não quero escutar. Choro. Procuro outra. Uma outra que me faça balançar e mudar o rumo do meu coração. Coração, este, traidor. Como pode fazer isso comigo, que tanto cuidei dele com todo o meu carinho?
São tantos erros e acertos que chego a ficar com os dois pés atrás, sem querer seguir adiante por não saber o que encontrarei pela frente.



 
 
Este post está participando da Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços", do blog da Luma.



 

12 comentários:

Valéria (LELLA) disse...

Oi Bel!

Eu coloco mais na minha balança, a vontade de continuar nessa vida. Se eu pesar meus erros, poderão me fazer desistir :)

Comecei a jornada da Blogagem mais cedo, e dessa vez no dia.

Beijos,

Van disse...

Oi Bel

noites insones nos fazem questionar tanto!

O medo pode alertar, mas não pode ser paralisante.

Também estou participando da blogagem.

Beijos

Lu Souza Brito disse...

Oi Bel,

Assim como você, procuro voltar meus olhos para o que é bom, para coisas que me traz alegria, conforto, me empurra para frente e me faz querer que o dia acabe e comece outro novo.
Medo? Raiva? Duvida? Quem nao tem, nao sente?
Para frente que se anda, não é?
O que a vida quer da gente é coragem, diz outra frase, vamos que vamos.
Um abraço

elvira carvalho disse...

Um texto triste e desiludido. Espero e desejo que seja apenas fruto da sua imaginação e talento.
Um abraço

Suu Munizz disse...

Oi Bel,
Questionar é uma coisa que sempre fez parte de mim,noites insones então,nem se fala.
Mas acredito que os questionamentos vem sempre nos alertar,nos fazer pensar em algo que por vezes não damos a devida atenção,ou até mesmo a mudar algo que por teimosia insistimos em fazer continuar.
abraço,=)

Teresinha Ferreira disse...

Olá Bel,
Acho que os questionamentos são muito importantes para o nosso crescimento.
Quando a insônia insiste os questionamentos são maiores...Enormes...rsrs...
O bom é quando chegamos as respostas certas.
Bom demais participar dos questionamentos dos blogs.
Bons fluidos.

Valéria disse...

Oi Bel!
Estou visitando os blogs da BC e cheguei ao seu.
A noite é a amiga dos questionamentos, inspira devaneios e nos faz insones diante de tantas dúvidas.rss
Beijinhos e um lindo fds!

RUTE disse...

Oi Bel,
há muito tempo atrás também perdi o sono algures numa qualquer madrugada. E também questionei: «Como pode fazer isso comigo, que tanto cuidei dele com todo o meu carinho?»

Hoje, vejo as coisas de outro modo. Um modo mais sereno. Não apaguei nada da minha memória, só aprendi a enxergar de outra perspectiva.

Há um proposito para passarmos por desafios dessa natureza. Ultrapassado o desafio concluimos que aprendemos muito e amadurecemos. Portanto, não foi em vão. Foi muito necessário para o crescimento interior.

Agora é levantar a cabeça e seguir em frente. Outras experiências e desafios estão nos aguardando. Prossiga com coragem.
Beijos além-mar.
Rute

Maria Luiza disse...

Bel, tudo o que nos acontece, acontece com um propósito. Cabe a vc, somente a vc desvendar as interrogações, a decifrar os significados. Pegue as suas aflições, coloque-as numa linda caixa e entregue a Deus esse presente. Deus a seu tempo e ao seu modo agirá!Que seu fim de semana seja de paz, alegria e felicidade! Grande abraço!

Luma Rosa disse...

Belzinha, quem nunca perdeu o sono questionando os acontecimentos, não viveu!! Como dizia o poeta:
Quem já passou por essa vida e não viveu
Pode ser mais, mas sabe menos do que eu
Porque a vida só se dá pra quem se deu
Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu
Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não
Não há mal pior do que a descrença
Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão
Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair
Pra que somar se a gente pode dividir
Eu francamente já não quero nem saber
De quem não vai porque tem medo de sofrer
Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão
Quem nunca curtiu uma paixão, nunca vai ter nada, não"
Vinícius de Moraes.
Boa blogagem!!
Dia 17 (18hs.) será lançada a 5ª e última fase da blogagem "Amor aos pedaços"
Bom fim de semana!! Beijus,

Camille Giverny disse...

Adorei a sua sinceridade. As vezes a vida nos tira o sono e nos faz chorar. Me lembrei daquela frase: se nao pode mudar a pagina, mude o livro, logo de uma vez. Facil falar, dificil fazer, mas temos mais é que treinar. Homem nao vira a pagina?
Bjao querida, prazer em conhecer seu blog.
Estou na blogagem no blog
cameliadepedra.blogspot.com
Por alguma razao entrei com o endreço do outro blog...sei la como.

Bel Rech disse...

Olá, estou participando da BC questionamentos...
Nada como o tempo para dar as respostas que queremos, algumas não é necessário saber, pois vai doer com certeza...é preferível que fiquem guardadas para o momento apropriado..
Gostei e fiquei minha querida Bel...
Paz e bem